sexta-feira, 14 de maio de 2010

Artigo: A descentralização da informação de moda


Desde que foi criada a primeira revista feminina (thanks, Aline), em 1693, ela sempre foi o principal meio de informação de moda no mundo. A revista é o meio impresso de melhor qualidade estética, principalmente se comparada ao jornal. E como a estética é essencial para a moda, a revista é um meio ideal. Ela permite tranqüilamente que textos e imagens transmitam informações. Essas últimas são parte fundamental de qualquer revista de moda ganhando, às vezes, uma maior relevância que o texto. Essa imposição da imagem sobre o texto acontece praticamente apenas com o campo da moda, uma vez que moda é um tipo de imagem.

Com o surgimento da televisão, em 1939, a moda via novas formas de comunicar sobre si mesma, dessa vez podendo até ser mostrada em movimento. No entanto, a consolidação desse tema na televisão nunca ocorreu. Acontece que a televisão, ao contrário da revista, encontra pouco espaço para a segmentação. E a informação de moda é um dos vários campos que são preteridos pelos telespectadores em geral. Atualmente, a tv por assinatura mostra sinais de um verdadeiro acervo de revistas eletrônicas, onde estão dispostos canais sobre os mais variados assuntos. Talvez a moda ainda se consolide nesse meio, através de canais como o Fashion TV. Mas teremos que esperar pra ver.

Enquanto isso, o surgimento de um meio também recente vem inovando e transformando consideravelmente a informação de moda. Sim, estou falando da internet. Meio extremamente efêmero, a internet, especialmente a web 2.0, assume o papel de ser o maior acervo de revistas virtuais da história. Além disso, ela permite um nível nunca antes visto de interatividade. A recepção da informação passa a ser, quase sempre, 100% ativa. Esse meio também é capaz de oferecer ainda mais segmentação do que as revistas impressas. Em suma, a internet reúne as principais vantagens de todos os outros meios, pelo menos para o campo da moda.

Mas será que isso significa que as revistas não serão mais importantes? Eu duvido muito. Acho que a tendência é uma cada vez maior hibridação dos meios em todos os campos, inclusive na moda. A própria internet apresenta ferramentas propícias à hibridação dos meios, como o Youtube, por exemplo. Além disso, duvido muito que um meio como a revista, que possui tantos anos de tradição, vá acabar. Ele ainda possui extrema importância como meio oficial e de relativa credibilidade. Paralelamente, os vídeos, seja na tv por assinatura ou na própria internet, estão mantendo o interesse do espectador e complementando informações dos meios impresso e virtual.

Entretanto, é preciso ressaltar que a internet, por toda sua efemeridade, é um meio imprevisível e muitas vezes incontrolável. A informação acaba, portanto, adquirindo essas mesmas características. A descentralização da informação só traz vantagens, desde que venha sempre acompanhada do bom senso e do senso crítico.

7 comentários:

  1. Acho que é por aí mesmo... a internet pode complementar e difundir mtas informações! pode também ser um espaço onde o consumidor de moda legitima/confirma seus desejos;
    afinal, as revistas tem a tradição e estão vinculadas a um sistema de poder q lhes permite "ditar moda", contudo, o leitor já não está restrito somente às revistas, talvez o jogo tenha se invertido - os leitores são quem validam a proposta das publicações!

    papo comprido esse..... =D

    ResponderExcluir
  2. Tenho a impressão que a moda é a que mais está sabendo aproveitar a internet.Mas ainda vai precisar de um enxugamento,de uma reciclagem...se o papel "aceita tudo",a mídia eletrônica "aceita tudo e mais um pouco"...A democratização,a inclusão em massa digital tá dando um outro "contorno" a moda no que tange a sua "propagação",exemplo:muito mais pessoas conhecem e sabem do Louboutin e seus desejados sapatos e isso muito mais pela internet do que por outro meio...Mas ter os seus sapatos ainda é pra muito poucas!Ou seja ,a pirataria tem cada vez mais a internet como uma parceira fundamental,uma fonte de inspiração fecunda...Democracia tem seu lado ruim,sim!Mas não existe melhor forma do que a democracia pra se separar "o joio do trigo"ou melhor "um Chanel de um "25 de Março"...no que se refere a acabamentos e qualidade de um produto!Por que ter elegância,ser "moderno",ter estilo...personalidade,educação,cultura...cada vez menos se "mede" pela etiqueta da vestimenta que usamos.Uma bolsa Chanel deveria ser menos importante do que quem a carrega!Assim saberemos se quem a carrega tem lá alguma "importância"!Mesmo por que o conceito de elegância e beleza de um Chanel é cada vez mais sabido e difundido.E talvez essa nova geração de fashionistas que vem surgindo tendo a internet como mentora já não se importará tanto com esses conceitos.
    Pra essas novas fashionistas ricas não é lá tão importante usar uma regatinha de grife sob um blazer de grife,importância essa que tem pra suas mães e avós. Mas isso ainda vai dar muito pano pra manga pra um bom terninho!De grife ou não!
    bjs,Thaís,ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  3. Acho que todas as coisas devem evoluir com o tempo. Sempre vai existir o lado negativo, mas não adianta ficar parado no tempo!

    ResponderExcluir
  4. engraçado que eu tinha quase certeza que tinha comentado nesse post... estou ficando meio caduca?

    ResponderExcluir
  5. Eu sou uma pessoa que mantém um caso love-hate com a internet. Amo porque tudo é instantâneo e por causa dessa descentralização da info, mas no caso da moda acho que seria necessário um passo mais brando porque não dá pra assimilar tudo ao mesmo tempo, e com isso acho que se perde muito também. É muito site, muita revista virtual, muita coisa pra ler o tempo todo. Bom ou ruim?
    E preciso dizer que sou eterna amante de revistas. Não faço coleção (ainda? haha) mas acho muito mais bonito e interessante ter o meio físico de consulta, leitura e visualização da imagens. É o começo da informação de moda e por mim, a internet passa por cima disso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Retificando a última frase: é o começo da info de moda e, por mim, a internet NÃO passa por cima disso.

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito dos artigos de seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver meu Curso de Informática online.Emily Nascimento

    ResponderExcluir